Sistema ERP: entenda tudo sobre

Um sistema ERP robusto tem tudo a ver com a cultura data driven, ou seja, permite a tomada de decisões a partir de informações integradas e disponíveis em tempo real. 

Ter esse cenário na sua empresa mudaria o jogo, não é? Continue lendo e descubra como um ERP Cloud pode ser a virada de chave para melhorar os resultados da sua gestão.

O que é um sistema ERP

Um sistema ERP reúne processos empresariais em um mesmo lugar, permitindo a melhor administração de empresas. A integração envolve departamentos em uma única solução:

  • Gestão administrativa;
  • Gestão comercial;
  • Gestão de manutenção;
  • Gestão de qualidade;
  • Gestão de Recursos Humanos;
  • Gestão de suprimentos;
  • Gestão financeira;
  • Gestão de manufatura.

A sigla indica “planejamento de recursos empresariais”. Logo, estamos diante de um programa que integra processos por meio de informações atualizadas e organizadas.

Já neste início de texto, chamamos a sua atenção: um ERP tradicional, como aqueles usados antigamente, é bem diferente de um ERP em nuvem, mais robusto e moderno.

Entenda as diferenças:

  • ERP On-premise: acontece no data center da empresa;
  • ERP On-cloud: informações armazenadas em ambiente virtual.

Ou seja, há novos recursos tecnológicos incluídos neles, como a IA (Inteligência Artificial), IoT (Internet das Coisas), NLP (Processamento de Linguagem Natural) e Machine Learning.

O ERP On-cloud, ou simplesmente Cloud ERP, possibilita vantagens como:

  • Automação inteligente;
  • Insights instantâneos;
  • Data-driven;
  • Gestão mais eficiente.

Assim, de maneira colaborativa, humanizada e tecnológica, temos uma solução que contribui para a velocidade que o mercado exige, impulsionada por decisões analíticas.

Para saber mais da diferença entre ERP tradicional e cloud, baixe esse e-book gratuito:

e-book-conheça-as-vantagens-de-uma-solução-ERP-Full-Web.png

ERP ou CRM?

erp-ou-crm.jpg

ERP é um sistema de gestão que integra informações de atividades essenciais para a empresa. CRM está relacionado, especialmente, aos clientes e processos de vendas.

Por isso, são siglas que dizem respeito a processos diferentes. Um ERP Cloud pode receber dados de um CRM, integrando a área comercial com outras, por exemplo.

Do lado das semelhanças, saiba que ERP e CRM atuam de maneira a automatizar as tarefas, otimizando os processos e apresentando resultados mais estratégicos.

O ERP é para a minha empresa?

Muitas empresas e indústrias, como as metalmecânicas, costumam pensar que todo ERP é igual. Entretanto, acabamos de ver que não é verdade, ainda mais com os softwares modernos. 

Hoje, é preciso ter setores integrados, tornando cada processo interno mais inteligente. Assim, finanças, logística, contabilidade, vendas e outros atuarão de forma alinhada.

Independentemente do segmento ou porte, a sua empresa pode se beneficiar com:

  • Aumento de produtividade;
  • Diminuição de riscos e falhas operacionais;
  • Informações simplificadas e acessíveis;
  • Relatórios mais rápidos e eficazes;
  • Melhora e agilidade nas decisões.

Então, definitivamente, sim, a sua empresa pode contar com um ERP que seja ideal para a necessidade atual, de modo a melhorar os resultados de maneira ampla e realista. 

Temos um guia rápido para você refletir sobre a aquisição de um novo sistema de gestão integrado, um ERP, para a sua empresa. Baixe-o gratuitamente:

e-book-como-comprar-um-erp.png

Como funciona um sistema ERP

O sistema ERP, ou suíte ERP como também é conhecido, é um programa com módulos e aplicativos integrados, que se comunicam e compartilham suas informações. 

Os módulos representam os setores das empresas. Por isso, aqui entra um ponto interessante de pensar nas soluções mais modernas: dá para adicionar ou excluir conforme a necessidade.

Então, cada um deles se conecta ao sistema, gerando uma fonte de dados e disponibilizando para todos os departamentos. 

Cada informação de todo setor é enviada para um núcleo, convergindo em um banco de dados maior. Esse data center permite uma visualização completa da empresa.

Atualmente, os ERPs se dividem em tipos, sendo:

  • ERP Legado: é pouco usado por ser mais antigo e com linguagens descontinuadas;
  • ERP Backoffice: não é totalmente integrado, mas atende alguns setores;
  • ERP Verticalizado: não permite a gestão de vários segmentos integrados;
  • ERP em nuvem: é a tecnologia mais avançada e acessível para a gestão.

Para entender a vantagem do ERP na nuvem, considere que ele possibilita conexões e sincronizações com outras fontes de dados: aplicativos, CRMs, e-commerce, etc.

Isso porque são abertos e flexíveis, de modo a se conectarem com:

  • APIs (Interfaces de Programação de Aplicativos);
  • ESB (Barramento de Serviço Corporativo);
  • iPaas (Integração de Plataforma como Serviço).

Então, em um rápido histórico, vemos que a informatização no mundo corporativo, iniciada na década de 1960, hoje é vista como essencial na transformação digital das empresas!

Isso porque amplia a capacidade de executar processos cada vez mais rápidos e assertivos, aproveitando insights gerados pelos dados transacionais e não estruturados.

Como é a implementação de um sistema ERP?

Como-é-a-implementação-de-um-sistema-ERP.jpg

Geralmente, o custo do ERP depende do fornecedor, dos módulos e da implementação, sendo que os mais modernos apresentam melhores custo-benefícios. 

  • ERP por licença permite um pagamento único que pode ser atualizado;
  • ERP por assinatura é uma taxa regular por período para usar o sistema.

A dica é sempre a de avaliar o ROI (Retorno sobre Investimento), que vai dizer não apenas sobre o custo do investimento, mas também acerca do seu retorno para a empresa.

Falando especificamente da implementação, ela acontece por etapas, combinadas entre as partes por meio de um plano de ação. Normalmente, as principais entregas passam por:

  • Inicialização: abertura do projeto e atribuições por meio de um escopo;
  • Planejamento: análise e criação do plano de ação;
  • Execução: as primeiras parametrizações e treinamentos;
  • Homologação: primeiras integrações com sistemas e simulações;
  • Prototipagem: acompanhamento com o cliente do funcionamento do ERP;
  • Encerramento: relatório final da situação e acesso ao setor de suporte.

É importante que essas etapas aconteçam de maneira consecutiva, e conforme o cronograma, para alcançar os resultados esperados, como o aumento de produtividade.

Temos um e-book gratuito com dicas para ter sucesso ao implementar um ERP:

e-book-cuidados-implantacao-erp-sucesso.png

Usar um ERP é seguro?

Usar-um-ERP-é-seguro.jpg

Uma dúvida comum no mercado é sobre a segurança do ERP, ainda mais no que tange à confiabilidade das informações na nuvem.

Antes, saiba que a receita mundial investida na segurança cibernética ultrapassou os US$ 160 bilhões em 2023. A taxa deve chegar a US$ 250 bilhões até 2028.

Essa pesquisa da Statista demonstra a importância do tema e o quanto as empresas de tecnologia estão preocupadas em oferecer o que há de melhor – e mais seguro.

Mas, voltando… Os dados devem ser armazenados e compartilhados de forma criptografada, inclusive, com bloqueio de entradas suspeitas de hackers ou vírus.

Aliás, é o fato de ser “cloud” que faz com que os ERPs modernos sejam mais confiáveis, ganhando relevância no mercado por usar servidores externos para manter os dados.

Além disso, há o controle de acesso, a partir de uma hierarquia e permissões pré-definidas para determinados usuários.

Portanto, o ERP é seguro a partir de ferramentas usadas para essa finalidade, como:

  1. Criptografia;
  2. Firewalls;
  3. Controle de acesso.

Sendo assim, um ERP mais robusto deve ser opção de escolha também para o caso de empresas que têm dificuldade em cumprir normas ou têm falhas em compliance.

Como escolher o sistema ERP ideal?

ERP não é tudo igual, definitivamente. Então, neste tópico, descubra alguns cuidados que devem ser avaliados na hora de escolher um programa para a sua empresa.

  • Centralização das informações em banco de dados comum;
  • Possibilidade de incorporar funções analísticas e relatórios;
  • Visualização facilitada de dados e indicadores de desempenho,
  • Automação de tarefas a partir das novas tecnologias;
  • Configurações e personalizações aplicadas nos processos;
  • Integração com fluxos de trabalho e processos de negócios;
  • Suporte para treinamentos, dúvidas e atendimento.

Cada um desses itens é importante porque impacta na organização e gestão das pessoas, como pontuado em estudo publicado no Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia.

“[...] são necessários uma adequada seleção do fornecedor do sistema, da consultoria para implementação e um bom gerenciamento dos impactos que as mudanças ocasionam”.

Sabendo disso, considere que a Evolutize é uma marca de muito reconhecimento no país, sendo pioneira em software de gestão com tecnologia 100% web. 

No vídeo a seguir, veja o que diz Edmilson Marangoni, gerente de inovação da Semil Equipamentos Industriais, um dos clientes da Evolutize:

ERP é com a Evolutize

Avaliar o fornecedor é importante porque a transformação digital acontece em ritmo acelerado, tendo como base o uso do ERP, que em sua versão mais moderna é adaptável.

Assim, possibilita integrar todas as áreas de negócios, alterando ou inovando em seu modo de operação.

Com a solução Evolutize, a sua empresa conta com o Cloud ERP, dando mais segurança na integração com outros sistemas e indo ao encontro de decisões mais assertivas.

Além disso, há o diferencial de outra tendência do mercado: a personalização do usuário. 

Ela permite funcionalidades personalizadas para seus negócios, melhorando a experiência de todos, das equipes aos consumidores.

Chegou a hora de evoluir a sua indústria também! Somos especialistas em demandas complexas, como dos segmentos metalmecânicos, pré-moldados e clubes.

Fale com um dos nossos consultores e saiba mais:

erp-evolutize-fale-com-um-consultor.png

Sobre o autor

Equipe Evolutize
Equipe Evolutize
Evolutize